História da Panasonic Brasil

Perfil da empresa

A Panasonic Corporation é líder mundial nas áreas de desenvolvimento e fabricação de produtos eletrônicos, atendendo a uma ampla faixa de consumidores, empresas e indústrias. Com sede em Osaka, no Japão, a empresa registrou vendas líquidas consolidadas no valor de US$ 77,19 bilhões, no ano fiscal que terminou em 31 de março de 2007. As ações da empresa são negociadas nas bolsas de valores de Tóquio, Osaka, Nagoya, Nova York (NYSE:MC).

A Panasonic do Brasil

A Panasonic do Brasil é uma subsidiária do grupo japonês Panasonic Corporation. A empresa iniciou suas atividades no Brasil em 1967, com a importação e comercialização de pilhas.
Atualmente, mais de 2000 funcionários atuam nas fábricas de São José dos Campos, Manaus e Extrema, além do escritório administrativo e comercial está situado em São Paulo.
A empresa comercializa uma variada linha de produtos no segmento de Pilhas, Baterias Especiais e Eletroeletrônicos de avançada tecnologia como Componentes Industriais, Telefonia, PABX, Circuito Fechado de TV, Automatização Industrial, Broadcasting (filmadoras profissionais), produtos digitais da linha de Consumo e System, entre outros produzidos pelo grupo no exterior.

São José dos Campos – unidade fabril

A fábrica de São José dos campos produz pilhas de Zinco Manganês, Alcalinas, Lanternas e Componentes Mecânicos para a linha Áudio e Vídeo, além de componentes para a linha de Microondas. Está localizada em uma área de 250 mil metros quadrados onde foram lançados produtos importantes para os consumidores brasileiros como Rádio-Gravador, primeiro produto da linha Áudio e Rádio-Gravador com Toca Discos. Em meados de 1974 iniciaram as atividades da National do Brasil Comercial Ltda. que possibilitaram a distribuição dos produtos fabricados pela empresa e dos itens importados.
A unidade possibilitou a efetivação de fatores importantes para o mercado brasileiro como o início da exportação de Pilhas para a Bolívia e de TVs para a Argentina, Paraguai, Uruguai e Panamá em 1980. Além disso, em 1984 foi inaugurada a fábrica de Condicionadores de Ar e em 1987 a divisão de Eletrodomésticos.
Entre os anos de 1994 e 2000, outras ações relevantes foram consagradas como o início de exportação de Pilhas para Colômbia, o crescimento acelerado da empresa e a produção de Pilhas, importadas dos Estados Unidos.

Manaus – unidade fabril

Localizada no pólo industrial da Zona Franca em uma área de mais de 1.942 metros quadrados sendo 37.541 de espaço construído dividido entre a unidade industrial e a Granja Natinger, a unidade de Manaus foi fundada em 1981, com a associação com o Grupo Springer para a produção de Televisores e Aparelhos de Áudio de marca National. Sua história foi marcada por fatos importantes que a tornaram uma das mais conceituadas empresas de seu segmento no país.
Entre os anos de 1982 e 2002, a unidade teve um amplo desenvolvimento com o início da fabricação de Gravadores e Rádio Relógios, atividades da Divisão de Engenharia de fabricação para a produção de Ferramentais, Peças e Moldes e a inauguração da fábrica de Fornos Microondas.
Atualmente, o centro fabril conta com mil colaboradores e produz uma diversificada linha de equipamentos.

Extrema – unidade fabril

A Panasonic inaugurou, no dia 12 de setembro, em Extrema, Minas Gerais, sua primeira fábrica de linha branca no Brasil.
Com uma área de 179 mil mestros quadrados, sendo 47 mil de construção, a unidade que está sendo chamada de Fábrica Verde, conta com um sistema de produção ecologicamente sustentável. A Fábrica recicla 100% da água utilizada na produção, efetua reciclagem de materiais, gestão de substâncias químicas e redução considerável da emissão de CO².