Panasonic renova patrocínio a Daniel Dias até 2020

Atleta é o maior recordista paralímpico masculino mundial com 24 medalhas no total

Daniel Dias, atleta Paralímpico
Daniel Dias, atleta Paralímpico

A Panasonic renovou o patrocínio com nadador Daniel de Faria Dias até os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Na Rio 2016, conquistou nove medalhas, sendo quatro de ouro, três de prata e duas de bronze, e tornou-se o maior medalhista homem da natação em Paralímpiadas, com 24 medalhas no total.

A empresa aposta no atleta desde 2015 quando, avaliando a trajetória, história e objetivos do nadador, descobriu que estes se encaixavam aos sete princípios da Panasonic, no mundo: "Contribuição à sociedade", "Aprimoramento contínuo", "Adaptação", "Gratidão", "Justiça e Honestidade", "Cooperação e Espírito de Equipe" e "Cortesia e Humildade".

Patrocinadora Olímpica Mundial desde 1988, a Panasonic tem contrato com o COI até 2024. Para a empresa, "investir em esporte e em atletas é uma das formas de se manter fiel ao seu princípio de 'contribuição com a sociedade'", afirma Renata Assis da Panasonic do Brasil.

Em 2009, Daniel Dias recebeu o troféu Laureus, espécie de "Oscar do Esporte", como melhor atleta paraolímpico de 2008. A indicação se deu após as nove medalhas conquistadas durante os Jogos Paraolímpicos de Pequim. Até então, apenas três outros brasileiros haviam recebido este prêmio: Pelé (Futebol, 2000) Ronaldo Fenômeno (Futebol, 2003) e Bob Burnquist (Skateboarding, 2002). Após o feito, o atleta recebeu o prêmio mais duas vezes, em 2012 e em 2016.